Ciúmes doentio”, diz delegado sobre homem que deu 22 facadas em grávida

O autor deu 22 facadas na mulher e acabou matando o próprio filho na barriga da vítima.

casalREPRODUÇÃO
O delegado da17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte), Mauro Aguiar, afirmou ao Metrópoles nesta terça-feira (11/8), que o homem que esfaqueou a companheira grávida e causou o aborto do próprio filho sentia “ciúmes doentio”. Cleudiane dos Santos, 27 anos, estava gestante de quatro meses quando recebeu as 22 facadas desferidas pelo ex-interno do sistema penitenciário do Distrito Federal e que cumpria prisão domiciliar.

“Sentia ciúmes doentio. O motivo da separação foi a agressão do autor com uma mordida no rosto da vítima. Ela não registrou boletim de ocorrência”, completou o delegado. Fernando Ferreira dos Santos, 32 anos, atacou a vítima quando ambos caminhavam pela quadra QND 37, em Taguatinga, no último domingo (9/8).

Fernando está foragido. Segundo informações da polícia, ele se encontrava em um churrasco antes do crime e teria ingerido bebida alcoólica.

O delegado explicou que o casal morava em uma chácara em Vicente Pires e estava de passagem por Taguatinga. “Como era noite de Dia dos Pais, não sabemos se eles estavam indo ou voltando de alguma comemoração. Ele já havia sido preso por envolvimento com o tráfico de drogas e outros crimes”, disse.

Apuramos que a mulher foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada, em estado grave, para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat