Alta de 8,8% no preço do diesel para distribuidoras passou a valer nesta terça-feira.

 

Reajuste foi o primeiro feito pela Petrobras em 60 dias, com a justificativa de evitar desabastecimento do combustível

Começou a valer nesta terça-feira (10) o reajuste de 8,8% no preço do diesel vendido pela Petrobras para as distribuidoras. Com a alta, anunciada na véspera, o combustível passa a custar R$ 4,91, e não mais R$ 4,51, por litro.

Ao anunciar o reajuste, a Petrobras afirmou que, considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel no diesel que é comercializado, a parcela da estatal no preço ao consumidor passará de R$ 4,06 para R$ 4,42 por litro, em média, uma variação seria de R$ 0,36.

O aumento no preço foi o primeiro em 60 dias, e a estatal decidiu manter, por hora, os valores cobrados para a gasolina e para o gás liquefeito de petróleo (GLP).

Ao justificar o reajuste, a companhia disse que a última alta no preço do diesel, em 11 de março, refletiu apenas uma parte da elevação observada nos preços de mercado, e que foi necessário realizar um novo ajuste para evitar um desabastecimento do combustível.

Segundo a Petrobras, o balanço global do diesel continua impactado, com uma redução de oferta em relação à demanda e os estoques globais abaixo das mínimas sazonais dos últimos cinco anos nas principais regiões fornecedoras.

Com informações CNN Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat