Confusão em festa gay no DF pode ter motivado incêndio em BMW e HB20

Polícia Civil trabalha com três linhas de investigação para descobrir quem incendiou dois veículos de pessoas que participavam do evento

carro queimadoCBMDF/DIVULGAÇÃO
APolícia Civil do Distrito Federal (PCDF) abriu investigação para apurar as circunstâncias em que dois carros foram incendiados nas proximidades de uma festa clandestina voltada ao público LGBT. O caso ocorreu na madrugada do último domingo (16/8), na DF-220, em Brazlândia. Um Hyundai HB20 e uma BMW X2 SDrive ficaram completamente carbonizadosInvestigadores da 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia) trabalham com três linhas de investigação. A mais forte delas aponta para crime passional, no qual o autor teria decidido provocar o incêndio motivado por vingança. A segunda hipótese investigada é a de um ataque homofóbico, cometido contra os participantes da festa. O evento, realizado em uma chácara, cobrava antecipadamente R$ 50 pelo valor do ingresso.

A terceira linha de apuração é a de que moradores das redondezas teriam ficado irritados com o barulho provocado pela música alta e decidido incendiar os carros. Segundo a delegada-chefe da 18ªDP, Cláudia Alcântara, nenhuma das hipóteses está descartada, mas a possibilidade de o crime ter sido passional ganhou força.

“Os proprietários dos carros serão intimados para serem ouvidos, além de outras pessoas que podem ter envolvimento com o caso”, resumiu a responsável pelas investigações.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat