GENARC da 17° DRP de Águas Lindas de Goiás participa da operação AL Capone, realizada pelo GEPATRI de Luziânia em conjunto com o MPGO.

Hoje, 12 de junho, a Polícia Civil do Estado de Goiás, deram início a Operação Al Capone. Foi expedido mandado de prisão preventiva em desfavor do policial penal W.A.P. O policial foi preso na Unidade Prisional se Santo Antônio do Descoberto/GO com o apoio do GENARC da 17° DRP de Águas Lindas de Goiás, policiais civis de Santo Antônio do Descoberto. O policial penal era investigado pelo GEPATRI- Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais de Luziânia em conjunto com o Ministério Público de Valparaíso de Goiás pelos crimes de corrupção, tráfico de drogas, facilitação de fuga de preso e associação criminosa.

Crimes estes cometidos na Unidade Prisional de Valparaíso de Goiás, O Sucupira, quando o preso atuava como diretor da unidade prisional.

O policial é apontado nas investigações como chefe da associação criminosa investigada. Agora, o policial penal será conduzido pela Agência Prisional a uma unidade prisional permanecendo a disposição da justiça para a continuidade das investigações.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat