Homem é preso por esfaquear funcionário de bar após não concordar com quantidade de Pinga servida em Planaltina-DF

Crime ocorreu em 2019, mas prisão só aconteceu na última quinta-feira (8/7). Vítima sobreviveu, mas ficou com sequelas.

Um homem, de 28 anos, foi preso pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por esfaquear o funcionário de um bar, na região administrativa de Planaltina. Segundo testemunhas, a agressão aconteceu porque o criminoso discordou da quantidade de bebida de colocada no copo.

Os golpes atingiram a cabeça da vítima, que ficou com a visão e a audição comprometidas. O crime ocorreu em 2019, mas o mandado de prisão — determinado pelo Tribunal do Júri de Planaltina — foi cumprido somente na última quinta-feira (8/7), na Estância Mestre D’Armas 1.

O advogado Karlos Gad Gomes, especialista em direito penal, afirma que o indivíduo deverá responder por tentativa de homicídio, com a qualificadora do motivo fútil. “Motivo fútil aquele considerado insignificante, banal, situação que normalmente não levaria a um crime. Há uma desproporcionalidade entre o crime e a causa”, explica.

Gomes ressalta que a qualificadora difere do motivo torpe. “Esse é considerado como imoral, vergonhoso, repudiado moral e socialmente. Algo tido como desprezível”, destaca o especialista.

A pena para o crime poderá variar de 12 a 30 anos de prisão, diminuída entre 1 a 2 terços em virtude da tentativa.

Segundo a polícia, além da tentativa de homicídio no bar, o homem responde pelo mesmo crime, cometido em 2016. No início de 2021, o criminoso também agrediu um vizinho a pauladas. Ele foi encaminhado para a carceragem da Polícia Civil e está à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat