Homem encontrado queimado em Sobradinho-DF ao lado de mulher matou namorada no ano de 2006.

O feminicídio ocorreu no ano de 2006, em Planaltina. À época, a faca ficou cravada no peito da vítima, que morreu na hora.

O motorista de transporte por aplicativo Sérgio Avelino da Silva, 45 anos, suspeito de matar a mulher, Ana Paula Alves Pereira dos Santos, 33, e cometer suicídio, em Sobradinho-DF na noite de ontem, estava em regime domiciliar por tirar a vida de outra ex-companheira, a facadas. O crime ocorreu no ano de 2006, em Planaltina. À época, a lâmina ficou cravada no peito da vítima, que morreu na hora.

No crime ocorrido na noite dessa quarta, Ana dos Santos, 33 anos foi encontrada morta ao lado do marido. A coluna apurou que a vítima estava com o pulso quebrado e vísceras expostas. Uma barra de ferro foi encontrada no local do crime. Os corpos, que estavam carbonizados, foram localizados pelo Corpo de Bombeiros, que foram chamados inicialmente para um incêndio em residência.

À coluna, o delegado-chefe da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho I), Hudson Maldonado, explicou que o homem não tinha lesões aparentes.

“O casal mudou para o endereço em agosto de 2021. Ao que tudo indica, ocorreu um feminicídio seguido de suicídio. Vamos aguardar os laudos feitos pelo Instituto Médico Legal (IML) para entender melhor o que ocorreu. Saber, por exemplo, se a mulher morreu antes ou durante o incêndio”, disse.

“O objetivo é exaurir todos os meios para apurar se houve a participação de uma terceira pessoa. Amigos e familiares do casal prestarão depoimento nesta quinta-feira (31/3)”, contou. O policial também acrescentou que não havia ocorrências de violência doméstica envolvendo o casal.

Ana Paula Alves Pereira dos Santos trabalhava como assistente administrativa de uma escola e deixa dois filhos. As crianças estão sob os cuidados de uma familiar. O Conselho Tutelar também será acionado.

Incêndio

Os corpos foram encontrados carbonizados em uma casa na Quadra 3, Conjunto G, em Sobradinho. O caso mobilizou grande efetivo do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), que atendeu a ocorrência com seis viaturas e 21 militares.

Segundo a corporação, a guarnição foi acionada para um incêndio. Chegando ao local, a equipe de socorro encontrou uma quantidade considerável de fumaça escura saindo pela garagem do imóvel.

Imediatamente, os militares iniciaram o combate às chamas. Devido à rápida atuação do CBMDF, com a duração de aproximadamente 25 minutos e o uso de cerca de 300 litros de água, o fogo ficou contido apenas na suíte do imóvel, composto por seis cômodos.

Após as chamas terem sido controladas, os bombeiros iniciaram o procedimento de rescaldo, que consiste na averiguação e neutralização de possíveis novos focos de incêndio. Na suíte do imóvel, foram encontrados os corpos carbonizados.

De acordo com relatos dos vizinhos, duas crianças, filhas do casal, saíram da casa antes do incidente. Elas foram identificados como um menino de 7 anos e uma garota de 11. A perícia de incêndio do CBMDF foi acionada para o local. A cena ficou aos cuidados da Polícia Militar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat