Vamos ajudar amigos pode ser com 5 reais…

Olá pessoal eu sou a Karla mamãe do Alisson Júnior e vir contar um pouco da história desse guerreiro para vocês. Em Fevereiro de 2015 o Alisson começou a se queixar de uma dor na perna direita , uma dor cíclica que horas doía e horas não, mesmo assim decidir levar ao médico, ele foi examinado superficialmente e o médico me disse que seria dor de crescimento, que era para medicar ele com ibuprofeno de 6/6 por 15 dias , assim eu fiz e durante esses dias a dor desapareceu, quando suspendi o ibuprofeno lá estava a dor novamente só que agora acompanhada de uma febre de 38 graus , nada muito assustador , levei novamente ao hospital e entre idas e vindas , várias internações, meu pequeno foi diagnosticado com um tipo de câncer infantil o Temido NEUROBLASTOMA e aí então começamos a batalha. Ele sofreu muito , várias e várias quimioterapias que por consequências vinham as febres , infecções , interações e o medo de perder meu ÚNICO FILHO, meu companheiro…Mas ele foi forte e ainda enfrentou um transplante de medula óssea em Setembro de 2016 na esperança da cura, e assim ele ficou livre dessa doença maldita por 4 anos e 1 mês , infelizmente em Outubro de 2020 o Neuroblastoma voltou e voltou com várias metástase (vários lugares). Ele já está fazendo tratamento com quimioterapia, onde a médica me informou que seria para dar uma qualidade de vida melhor para o meu guerreiro e que chance de cura não tem mais. Como qualquer mamãe desesperada faria , eu fui atrás de uma outra opinião e me foi acessa uma luz no fim do túnel, uma médica prescreveu um medicamento Dinutuximab beta que são anticorpos monoclonais usados ​​como tratamento de segunda linha para crianças com neuroblastoma de alto risco, porém esse medicamento ainda não se encontra disponível no Brasil , somente nos EUA e o custo dele é altíssimo 12 mil dólares por frasco, o Alisson necessita de 25 frascos , parece ser impossível conseguir , já acionei o plano de saúde dele para efetuar essa compra , mas foi negado pelo fato do medicamento não ser registrado pela Anvisa , então a única solução que eu vejo e pedir a ajudar de vocês , não posso ficar de braços cruzados vendo essa doença tomar conta do meu filho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat