Suspeito de comandar golpe do empréstimo consignado tem rosto divulgado

Um dos suspeitos de envolvimento no golpe do empréstimo consignado teve a imagem divulgada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) nesta quinta-feira (28/4). Segundo o delegado da 9ª DP (Lago Norte), que cuida do caso, trata-se de Carlos Juliano Souza dos Santos, 36 anos. O acusado, indiciado por lavagem de dinheiro e estelionato, está com mandado de prisão em aberto e encontra-se foragido

A investigação mostra que os indivíduos fazem parte de uma associação criminosa responsável por golpes do consignado, fazendo vítimas no DF e em outras unidades de Federação. Na manhã de terça-feira (26/4), em Canoas, no Rio Grande do Sul, três pessoas foram presas temporariamente.

 

Além dos três mandados de prisão temporária, a equipe da 9ª DP, com o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (PCRS), cumpriu outros oito mandados judiciais, sendo cinco de busca e apreensão e três de sequestro de bens.

Como funcionava o golpe

De acordo com as investigações, o esquema funcionava por meio de uma empresa de fachada montada pelos criminosos para efetivar contratos com grandes instituições financeiras e funcionar como correspondentes bancários. Com o acesso à informação privilegiada dos próprios bancos e da “darknet”, os suspeitos descobriam os dados pessoais de pessoas que já possuíam empréstimos consignados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat